demissão

demissão

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O saque









Já é conhecido o saque que os do costume querem fazer aos trabalhadores. Pode ser lido,curiosamente,em inglês aqui:

http://www.blogger.com/img/blank.gifhttp://img.rtp.pt/icm/antena1/docs/aa/aaa9331deece16f25ecbf35071280f96_fa0d1362239db4a6e680baa18d123599.pdf

Não me enganei quando sempre falava que esta é a crise dos Bancos e não do Estado.O Estado apenas se afunda com as negociatas das PPP.
Gostava de recordar a quem tem a pachorra de me ler que o Estado, como qualquer patrão desonesto,desde o tempo que durão barroso foi primeiro ministro que deixou de entregar a sua parte dos descontos dos Funcionários Públicos para a Caixa Geral de Aposentações.Assim se compreende a crise.Existe uma quebra de confiança do Estado que,como alguns empresários do Vale do Ave que ficam com as contribuições para a Segurança Social e compram Ferraris.
Numa leitura de viés se vê perfeitamente o escândalo que aqui está contido.
Isto não é para salvar Portugal, é para salvar alguns portugueses que até a mãe vendiam numa esquina.

2 comentários:

L.O.L. disse...

Proxenetas é pouco.

Generosa disse...

Isto é o ajuste de contas com a ousadia do 25 de Abril