segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Eric Rohmer morreu

Um dos cineastas da Nouvelle Vague deixou-nos hoje.

Eric Rohmer, nascido Jean-Marie Maurice Scherer (Nancy, 4 de abril de 1920 — Paris, 11 de janeiro de 2010), foi um cineasta e actor francês.
Filmografia
1950 - Journal d'un scélérat
1954 - Bérénice
1956 - La sonate à Kreutzer
1958 - Véronique et son cancre
1959 - Le signe du lion
1960 - Présentation ou Charlotte et son steak
1963 - La carrière de Suzanne
1963 - La boulangère de Monceau
1964 - Nadja à Paris
1965 - Paris vu par...
1967 - La collectionneuse
1969 - Ma nuit chez Maud
1970 - Le genou de Claire
1972 - L'amour l'après-midi
1976 - Die Marquise von O...
1979 - Perceval le Gallois
1981 - La femme de l'aviateur
1982 - Le beau mariage
1983 - Pauline à la plage
1984 - Les nuits de la pleine lune
1986 - Le rayon vert
1987 - L'ami de mon amie
1987 - 4 aventures de Reinette et Mirabelle
1988 - Les pyramides bleues
1990 - Conte de printemps
1992 - Conte d'hiver
1993 - L'arbre, le maire et la médiathèque
1995 - Les rendez-vous de Paris
1996 - Conte d'été
1998 - Conte d'automne
2001 - L'anglaise et le duc
2004 - Triple agent
2005 - Le canapé rouge
2007 - Les amours d'Astrée et de Céladon

Prémios e momeações
Recebeu uma nomeação ao Óscar de melhor argumento original, por Ma nuit chez Maud (1969).
Recebeu uma nomeação ao César de melhor filme, por Les nuits de la pleine lune (1984).
Recebeu uma nomeação ao César de melhor realizador, por Les nuits de la pleine lune (1984).
Recebeu duas nomeações ao César de Melhor Argumento Original, por Le beau mariage (1982) e Les nuits de la pleine lune (1984).
Recebeu uma nomeação ao César de melhor argumento - adaptado ou original, por L'ami de mon amie (1987).
Recebeu uma nomeação ao European Film Awards de Melhor Realizador, por L'anglaise et le duc (2001).
Ganhou o Grande Prémio do Júri no Festival de Cannes, por Die Marquise von O... (1976).
Ganhou o Urso de Prata de melhor realizador, no Festival de Berlim, por Pauline à la plage (1983).
Ganhou o Prémio Especial do Júri no Festival de Berlim, por La collectionneuse (1967).
Ganhou o Prémio Ecuménico do Júri no Festival de Berlim, por Conte d'hiver (1992).
Ganhou duas vezes o Prémio FIPRESCI no Festival de Berlim, por Pauline à la plage (1983) e Conte d'hiver (1992).
Ganhou o Prémio OCIC no Festival de Berlim, por Pauline à la plage (1983).
Ganhou um Leão de Ouro no Festival de Veneza, em homenagem à sua carreira em 2001.
Ganhou o Leão de Ouro no Festival de Veneza, por Le rayon vert (1986).
Ganhou o prémio de melhor argumento no Festival de Veneza, por Conte d'automne (1998).
Ganhou o Prémio FIPRESCI no Festival de Veneza, por Le rayon vert (1986).
(fonte: Wikipedia)


1 comentário:

gataescondida disse...

Pois.

:(


http://gataescondida.wordpress.com/2010/01/18/6608/